Qual protetor solar é mais indicado para sua pele ou a importância da proteção UVA

sunOuço essa pergunta em grande parte das consultas. Quase sempre acompanhado de …” que não seja muito caro?”

Hoje o que eu mais olho na prescrição de um protetor solar é a sua proteção contra os raios ultravioleta A (UVA).

Quase todo mundo baseia sua decisão de compra, além do preço e da cosmética do produto (cheiro, oleosidade, etc), no FPS (fator de proteção solar), aquele número que vem impresso bem grande na embalagem, por exemplo Sundown FPS 50.

Este número significa a proteção contra radiação ultravioleta B (UVB), que é principal responsável pela queimadura solar (vermelhidão e ardor).

Então quanto maior o FPS teoricamente mais tempo você pode ficar ao sol, sem ficar vermelho e ardendo.

Mas, na prática, um protetor FPS 60 não confere o dobro de proteção de um protetor FPS 30. Qualquer um dos dois deve ser reaplicado em intervalos de aproximadamente 4 horas (está é minha recomendação para o uso no dia-a-dia, como nosso sol é de rachar, na praia ou piscina, eu recomendo  a cada 2 horas).

Abre parênteses

Assim, compensa comprar um protetor com FPS > 30?

Sim, porque não aplicamos o protetor na quantidade adequada. Existem estudos que mostram que uma camada fina de protetor reduz o FPS para 1/3 do valor original. Neste caso, o FPS 30 vira 10 e o FPS 60 vira 20 e o FPs 90 vira 30. Mas voce pode resolver isto aplicando uma camadinha mais grossinha.

Fecha parênteses

Mas estudos recentes mostraram que a UVA é tão ou mais nociva que a UVB, causando câncer e envelhecimento. Quer dizer, um bom filtro solar deve conferir alta proteção contra UVA  e UVB.

Mas se você olhar o rótulo de todos (ou pelo menos a maioria) lá estará escrito “proteção UVB/UVA”.

O problema é que grande parte dos produtos existentes no mercado tem uma proteção UVA de curta duração. Porque a maioria dos filtros UVA, por ironia,  se inativam quanto expostos ao sol (fotoinstáveis), alguns em minutos, e isto não vem escrito no rótulo.

Quando voce usa um protetor FPS 50, por exemplo, voce consegue ficar ao sol até umas 4 horas, sem ficar vermelho ou ardendo. Mas se neste periodo voce não reaplicou o filtro, pode ter ficado umas 3 horas recebendo radiação UVA, ou seja, envelhecendo sua pele, manchando e aumentando seu risco de câncer de pele!

O que fazer então?

Consultar seu dermatologista, é claro!!!

Ele vai te indicar um filtro com adequado proteção UVA.  Pode ser que não seja tão “sequinho” como você gostaria, mas pode ter certeza que é o mais adequado.

Basicamente, os filtros UVA de longa duração são o Tinosorb S  e M (proteção UVA e UVB de longa duração – o fabricante Ciba, cita …”horas”) presente em protetores como o Eucerin, os da Roc, linha Sunmax, Episol (?), por exemplo.

E o Mexoryl (UVA de longa duração, segundo o fabricante L’Oreal mais de 90% de proteção após 24hs (!)), presente nos filtros da Loreal e da La Roche Posay – Linha Anthelios.

Nossa, como sempre, mais um post enorme.

Com certeza voltaremos a falar mais sobre isto.

Beijos