PRODUTOS TESTATOS PELOS LEITORES

Segue a dica da Mariana (não sei de onde…) de filtro solar. Se alguem também já usou deixa a opinião para gente.

Minha experiência com ele é muito boa, quem usa gosta, mesmo quem tem a pele um pouco oleosa (como a minha, eu também já usei e aprovo).

imagesOi Beatriz!!!
 
Descobri seu blog há pouco tempo, mas já virei fã, já que me interesso muito sobre tudo que está relacionado à pele…
Bom gostaria de falar sobre um filtro solar que estou usando e AMANDO….o Minesol FPS 30, da Roc.
Já experimentei diversos Filtros Solares (Anthelios, Avene, Heliocare), tenho a pele um pouquinho oleosa, e na cidade, costumava usar um hidratante oil free com FPS 25 manipulado (receitado por minha dermatologista), mas depois que ela me indicou o Minesol, estou usando diariamente, não somente quando vou a praia.
Ele tem uma textura bem “aerada” eu diria, me lembra um pouco uma “mousse”, e fica ótimo na pele, nem um pouco oleoso, absorve imediatamente, fica uma delícia. A única coisa, justamente por ser bem levinho, acabo reaplicando no meio do dia, mas tenho me dado super bem com ele!!! Super recomendo!!!
E tem tembém a versão FPS 60.
 
Um beijo
 
Mariana

E ele ainda tem Total Soya, com propriedades dispigmentantes, ou seja, ainda funciona como clareador.

Mariana, obrigada pela dica e seja benvinda!

 Beijos

Oleosos e escorridos? Não!

Quem tem cabelos oleosos sabe como é difícil terminar o dia sem aquele aspecto gorduroso. É fato: em menos de 24 horas depois da lavagem, os fios acabam ficando com uma aparência suja, murchos e engordurados.

Isto por que as glândulas sebáceas produzem mais sebo do que o normal. Esse fator, geralmente, é uma determinação genética, mas alterações hormonais aliadas ao estresse e a certos hábitos agravam a oleosidade. Se você é uma dessas pessoas, saiba como driblar o problema:
 

– evite passar as mãos nos cabelos constantemente, bem como escovar muito para não estimular a produção de sebo.

– lave-os todos os dias com água morna ou fria. A temperatura quente estimula o aumento da oleosidade. 

 – use condicionador somente nas pontas. Aplique em toda a extensão só se os fios estiverem extremamente ressecados.  Em excesso, pode provocar caspa e até queda de cabelo.

– deixe o condicionador agir o tempo recomendado na embalagem e enxágüe muito bem. Deixar um pouco de condicionador nos fios depois do último enxágüe pensando em deixá-los soltos e sedosos, na verdade tira o movimento e dá ao cabelo um look ensebado.

– o mesmo vale para os finalizadores: eles devem ser aplicados somente nas pontas e em doses mínimas.

– se optar por secar, mantenha o secador a pelo menos dois palmos da raiz, em temperatura morna ou fria.

– tome pelo menos dois litros de água diariamente para regularizar a produção sebácea.

– colorações costumam ser uma boa saída para driblar o problema. As substâncias químicas das tintas alteram a estrutura dos fios, deixando-os porosos, ligeiramente ressecados e levemente encorpados.

– xampus a seco são uma espécie de pronto-socorro para ocasiões inesperadas. Em spray, contêm microesferas que absorvem a oleosidade da raiz, perfumam e mantêm os fios macios.

Fonte: Forum Fique Linda

Booking.com

Pele oleosa, cravos, poros, etc

Tenho notado nos comentários que essa é uma dúvida recidivante. Vou dar uma geral neste assunto e de acordo com as dúvidas nos comments nós vamos complementando. (Também para o post não ficar muito grande pois dá preguiça de ler, não é mesmo?).

Vamos começar com a OLEOSIDADE.

Em primeiro lugar, pele oleosa é genético. Não vai ter produto nenhum no mundo que mude isto para sempre. Isto quer dizer que o cuidado é frequente.

Fatores que pioram:

– no verão – aumenta a tranpiração e a produção de óleo

– produtos oleosos como hidratantes, filtro solar e maquiagem impróprios.

– lavar muito o rosto. Isto mesmo! Se sua pele é oleosa para o seu organismo o “normal”  é assim. Sempre que você ressecar a pele, principalmente com sabonetes, ocorre uma tentativa de compensar isto, aumentando a produção de óleo. (Fora que isto faz os cravos aumentarem também)

Alimentos? Até hoje não tem comprovação que algum alimento piore a oleosidade.

Como amenizar o problema?

Existem produtos “sebo-reguladores”, mas eu acho que só funcionam em casos mais leves. Exemplos: Effaclar K, Epidac SR, Neutrogena limpador Deep Clean.

Nos casos mais intensos, eu sempre prescrevo algum medicamento que ajude a controlar a produção de óleo. Geralmente os que chamamos de retinóides ou derivados ou similares, que pode ser tópico ou via oral, dependendo da gravidade. Estes, somente com receita do dermatologista.

Um sabonete que ajude a diminuir a oleosidade e com ação anti-séptica, para diminuir a “população” de germes. Os melhores são os que tem enxofre e ácido salicilico na composição, mas têm o cheiro h-o-r-r-í-v-e-l !! Alguns laboratórios conseguem atenuar essa “fragrância”. Exemplos: Salder S, Sastid, Salisoap, Dermax (não necessariamente “atenuados”). Mas existem outros para pele oleosa sem o fedor do enxofre. Exemplos: Cetaphil sabonete liquido, Normaderm gel de limpeza, Effaclar gel de limpeza, Epidac e vários outros que voces também devem conhecer (por ex. Neutrogena, Natura, O Boticário e outros também tem sabonetes para pele oleosa ou com tendencia a acne).

Nossa, o post já está enorme. Vou falar dos poros e comedões (cravos) em outro post. Aguardem!!

Vou pedir a colaboração de vocês para ajudarmos todo mundo. Façam perguntas, coloquem no post o que voces já usaram. Como não é uma “doença’ podemos dar bastante dicas de produtos, receitas caseiras e tudo mais que voces quiserem…

Beijos

Bookmark and Share



Booking.com