Os 16 tipos de pele, qual é o seu?

Qual seu tipo de pele?

Você já deve ter ouvido falar dos vários tipos de pele, quero dizer especificamente da classificação que resulta em 16 tipos de pele diferentes.

Tipos de peles

Tipos de Pele

Basicamente seria o seguinte:

  • SECA (Dry – D) X OLEOSA (oily – O)
  • SENSÍVEL (S) X RESISTENTE (R)
  • PIGMENTADA* (P) X NÃO PIGMENTADA (N)
  • ENRUGADA (Wrinkled – W) x FIRME (Tight – T)

* pigmentada não é somente pele morena ou negra, mas com qualquer tipo de mancha, como melasma, sardas, melanoses, etc)

Ao combinarmos cada um destes parâmetros, chegamos a 16 tipos diferentes:

Por exemplo

Pele seca (D), sensível (S), pigmentada (P), com tendencia ou com rugas (W) – DSPW

ou pele oleosa (O), resistente (P), não pigmentada (N) e firme (T) – OPNT

e assim por diante…

Parce confuso, mas entender o seu tipo de pele, pode ajudar a escolher melhor os produtos que usa e o tratamento ideal para sua pele.

Explica, por exemplo, porque uma pele oleosa (O) e sensível (S) apresenta tanta descamação com um tratamento com ácido retinóico, cujo objetivo é diminuir a oleosidade. Em alguns casos é necessário interromper o tratamento.

Desmente aquele folclore que pele seca envelhece mais cedo, enquanto a oleosa é mais resistente. Quem tem uma pele OSPW, precisa usar produtos para previnir ou tratar as rugas, controlar ou pelo menos não piorar a oleosidade, clareadores, e ainda cuidar para que não ocorra irritação, por ser uma pele sensível.

Falando nisso, minha pele é ORNT, e a de vocês?

Beijos

Filtro Solar Oral: isso existe???!!!

Todo mundo está cada vez mais consciente dos riscos de se expor ao sol sem proteção adequada.

E a maioria das pessoas já se protege, pelo menos na praia ou na piscina.

Mas quem já teve ou tem risco de câncer de pele, ou tem a pele muito branquinha, ou doenças causadas pelo sol ou mesmo manchas e melasma, precisa de um cuidado extra.

E quem tem preguiça ou não tem disciplina de passar o filtro solar corretamente? Tomar uma pílula seria bem mais prático…

Sendo assim, o filtro solar não é assunto recente nas mídias e na net.

Mas será que existe? Será que funciona?

Filtro solar oral parece bom de mais para ser verdade, né? De certa forma, ele é.

Existem várias substâncias aclamadas por ter poder de filtro solar “comestível”:

  • Betacaroteno
  • vitamina C e E
  • pycnogenol
  • oli-ola
  • polipodium leucotomus
  • goji berry
  • etc

A maioria, se não todos, funciona como antioxidantes. Como assim??

Quando os raios solares atingem a pele, são formados radicais livres. Os radicais livres causam um “estrago” das células. Isso de forma contínua promove um “defeito” que, depois de um tempo, não pode mais ser consertado.

Os antioxidantes agem neutralizando os radicais livres. Mas nenhum antioxidante oral conseguiria, em doses usuais, neutralizar todos os radicais livres que são formados.

Mas perceberam que eles agem depois que os raios solares já “entraram” na pele e já produziram a “toxina”???

Os protetores solares, por sua vez, fazem uma camada na pele que bloqueia a entrada dos raios solares. Agem neutralizando a radiação e não permitindo que o “estrago” aconteça.

Sendo assim, melhor prevenir do que remediar, certo? Certo, mas não exatamente… aff

O problema é que nenhum filtro solar protege 100%, ou seja, a proteção ou o bloqueio que ele promove é em torno de 94%. Isso significa que ele deixa passar 6% de radiação, mesmo você usando corretamente. Isso é um “defeito” de fábrica do filtro solar. Some a isso o fato que você não aplica a quantidade de filtro solar necessária (quem aplica uma colher de chá de filtro solar no rosto coloca nos comentários) e não reaplica conforme a sua dermato recomendou. Aí já era!!!!…

Mesmo usando filtro solar corretamente sua pele vai continuar manchando, envelhecendo e com risco de câncer de pele…

Então é melhor nem usar filtro solar e só tomar a cápsula?? De jeito nenhum!!!

Então qual é a solução???

Uma combinação de vários fatores e não somente os dois.

Quer se proteger do sol?

Aplique generosamente o filtro solar com FPS 30 ou mais e que tenha amplo espectro UVA e UVB, reaplique a intervalos curtos, procure por sombra nos horários de sol mais forte e, sempre que possível use roupas com fator de proteção, chapéus de aba larga e óculos com proteção UV.

E o filtro solar oral? Onde entra?

Ele entra como complemento a isso tudo. Se mesmo após você fazer tudo isso corretamente alguma radiação conseguir penetrar na pele, o antioxidante estará lá para neutralizá-la, antes de formar os radicais livres. Mas este não é um mundo perfeito, mesmo assim não chegamos aos 100%!!

Lembrando que várias destas substâncias são medicamentos, por isso antes de usá-las consulte seu dermatologista para avaliar qual a melhor para você. Ah, e não adianta colocar tudo numa cápsula, alguns antioxidantes precisam de um mínimo para fazer efeito e existe um limite do quanto cabe em uma cápsula. Por isso não adianta por de tudo que você vai acabar com uma cápsula cheia de um pouco de tudo que não faz nada, entendeu? Por isso, sempre, só tome medicação prescrita pelo seu médico.

Deixe nos comentários o assunto que vocês querem para um próximo post. Comenta também se vocês gostam de vídeos. Um beijo e até a próxima.

Produto Testado pela Leitora

NeoStrata Ultra Smoothing Lotion

Neostrata Ultra Smoothing Lotion

Neostrata Ultra Smoothing Lotion

Ultra loção anti-envelhecimento formulada com AHAs, é ideal para a hidratação da pele áspera das mãos, corpo e rosto.

Composição: Ácido Glicólico e Ácido Cítrico.

Aqui a opinião da Priscila, nossa leitora:

Eu estou usando o Neostrata ultra smoothing lotion faz uns dois meses.
Nos primeiros dias achei que a pele ficou um pouco oleosa devido a textura dele.
Depois, percebi que essa sensação é apenas no momento em que você passa, quando acordo a pele está sequinha.
Dentre os beneficios verificados neste curto espaço de tempo, percebi que minha pele ficou mais clara (diga-se, manchas claras decorrentes de espinhas e cravos, eu sei qeu não pode, mas eu sempre cutuco, e vez por outra fica umas marquinhas leves, pois bem, com o uso, desapareceram) e com uma textura uniforme.

Não tive reações alergicas ou descamação da pele. Apenas nos primeiros dias senti um desconforto parecido com um formigamento bem passageiro, que não chegou a irritar a pele.

Adoro o site!
Espero ter contribuido!

Obrigada, Priscila!

Alguém mais já usou? Tem uma opinião diferente? Quem quiser pode dar seu palpite.

Ou se quiser pode enviar a sua revisão, como a Priscila, sobre algum produto que tenha usado e gostado ou não, que nós colocamos aqui para todo mundo saber e opinar também.

beijos

Os queridinhos dos dermatologistas!

beautiful skinQuando se pensa em melhorar rugas, textura, coloração e a qualidade da pele, um ou vários dos produtos abaixo provavelmente estará presente.

Dermatogistas Top 5

 1) Retinóides.

(Ácido retinóico/tretinoína, retinol, vitacid, Vitanol, Retin-A, Ystheal, Retin-ox e outros).

Primeiramente foi usado para tratamento de acne. Usando em mulheres mais velhas observaram melhora da textura da pele e de rugas finas. Seu efeito no colágeno é cientificamente comprovado, através de estudos onde foram realizadas biópsias.

Devem ser usados a noite, com uso de filtro solar obrigatório durante o dia.

Deve ser evitado seu uso em conjunto com outras substâncias que ressecam ou deixem a pele mais sensível.

Não deve ser usado por grávidas, e os mais fortes e mais eficientes (ácido retinóico/tretinoína) são considerados MEDICAMENTOS, portanto só deveriam ser usados com receita médica.

2) Alfa-Hidroxiácidos

(principalmente ácido glicólico e ácido lático – D4 Melora, Diacneal).

Frequentemente surgem produtos novos com estas substâncias.

Têm efeito semelhante ao dos retinóides, com diminuição de rugas, manchas e melhora da textura da pele.

São de venda livre (sem necessidade de prescrição), por isto são encontrados principalmente em produtos cosméticos e cosmecêuticos.

Em concentrações mais altas são usados para “peeling”.

Uso, preferencialmente à noite, com filtro solar obrigatório durante o dia.

3) Antioxidantes

O mais usado é a Vitamina C (Melora C, Ative c, Cellex C), embora novos produtos já existam no mercado, como o Coffeberry (Revaleskin).

 Combatem os radicais livres produzidos pelo próprio metabolismo, pela radiação UV, pelo cigarro, poluição, álcool, etc.

Potencializam o efeito dos filtros solares (vitamina C), por isso sua indicação de uso diurno (quase sempre).

Podem ser usados durante o dia ou a noite, ou os dois, sozinhos ou associados aos “ácidos” (Tri-Luma, Vitacid Plus, Glyquin)

4) Filtro solar (my favorite)

Não quer usar um monte de cremes? Invista no filtro solar.

Ele previne rugas, manchas e previne a formação de radicais livres.

Aplique todos os dias pela manhã e, idealmente, reaplique pelo menos uma vez ao decorrer do dia.

Para não repetir nosso assunto sobre proteção UVA, leiam este post, e este aqui.

5) Hidroquinona

(Claripel, Clariderm, Solaquin, etc)

Clareador para tratamento de manchas. Sempre presente também no tratamento de uma pele mais “sofrida” pelo sol.

Não serve para “qualquer tipo de mancha”, e às vezes não é uma solução 100% eficaz, mas é o clareador mais potente que se tem notícia.

Uso preferencial à noite, geralmente associado a àcidos e/ou a todos os outros citados anteriormente.

Uso obrigatório do filtro solar durante o dia.

As vezes me perguntam porque dermatologistas “sempre” prescrevem estes produtos (todo mundo igual, sempre a mesma coisa, etc, etc…). Estes produtos são dos poucos na área de dermatologia estética que tem resultados comprovados há anos. Sempre tem alguma substância ou tratamento “da moda” mas que não resiste a uma investigação mais profunda, ou pior, não resistem ao teste do uso no dia-a-dia. Estes 5 não, entra ano e sai ano, cada vez temos mais certeza dos seus benefícios, e que trarão os resultados que propõem. Claro que não é milagre e cada pele responde de forma diferente, mas COMPROVADAMENTE, eles são os melhores. Beijos, e se cuidem.

Inspiração: Futurederm.com

E a vitamina D, como fica?

Um dia desse ao tentar convencer uma adolescente a usar filtro solar obtive como resposta: “minha pele precisa de vitamina D”. Aos que ainda insistem neste argumento leiam reportagem recentemente publicada no G1.

Filtro solar impede a produção de vitamina D, mas não preocupa

18/02/2009 – 18h37 ( – G1)
O uso de filtro solar impede a produção de vitamina D? Dermatologistas falam regularmente sobre a necessidade de se usar filtro solar. Porém, o corpo precisa da luz do sol para produzir vitamina D, um nutriente crucial. É possível que o uso do filtro solar interfira na a síntese de vitamina D? Sim. Estudos descobriram que, ao bloquear os raios ultravioleta, o filtro solar limita a vitamina D que produzimos. Mas a questão é: até que ponto. Alguns estudos concluíram que o efeito é significativo – uma redução de quase dez vezes. No entanto, estudos aleatórios mais recentes, que acompanharam pessoas durante meses ? e em alguns casos, por anos ? sugerem que o efeito é insignificante. Embora o filtro solar atrapalhe a produção de vitamina D, dizem esses estudos, isso não ocorre em escala suficiente para causar uma deficiência da vitamina. Isso ocorre em parte porque a maioria das pessoas geralmente não aplica filtro solar suficiente para obter seu efeito completo, o que por sua vez permite a passagem de um pouco de luz solar, diz Henry Lim, chefe de dermatologia no Hospital Henry Ford em Detroit e porta-voz da Academia Americana de Dermatologia. De acordo com os Institutos Nacionais de Saúde dos EUA, não é necessária muita luz solar para produzir quantidades adequadas de vitamina D: talvez cerca de 30 minutos de exposição à luz do dia (sem protetor), duas vezes por semana. Lim acrescentou que, em vez de cortar o filtro solar, as pessoas preocupadas com a vitamina D deveriam consumir mais alimentos como salmão, leite e suco de laranja, ricos nessa vitamina. Assim, o uso de filtro solar pode reduzir a produção de vitamina D, mas provavelmente não o bastante para surtir um efeito significativo.”

Pensem nisto, beijos

Booking.com

Qual protetor solar é mais indicado para sua pele ou a importância da proteção UVA

sunOuço essa pergunta em grande parte das consultas. Quase sempre acompanhado de …” que não seja muito caro?”

Hoje o que eu mais olho na prescrição de um protetor solar é a sua proteção contra os raios ultravioleta A (UVA).

Quase todo mundo baseia sua decisão de compra, além do preço e da cosmética do produto (cheiro, oleosidade, etc), no FPS (fator de proteção solar), aquele número que vem impresso bem grande na embalagem, por exemplo Sundown FPS 50.

Este número significa a proteção contra radiação ultravioleta B (UVB), que é principal responsável pela queimadura solar (vermelhidão e ardor).

Então quanto maior o FPS teoricamente mais tempo você pode ficar ao sol, sem ficar vermelho e ardendo.

Mas, na prática, um protetor FPS 60 não confere o dobro de proteção de um protetor FPS 30. Qualquer um dos dois deve ser reaplicado em intervalos de aproximadamente 4 horas (está é minha recomendação para o uso no dia-a-dia, como nosso sol é de rachar, na praia ou piscina, eu recomendo  a cada 2 horas).

Abre parênteses

Assim, compensa comprar um protetor com FPS > 30?

Sim, porque não aplicamos o protetor na quantidade adequada. Existem estudos que mostram que uma camada fina de protetor reduz o FPS para 1/3 do valor original. Neste caso, o FPS 30 vira 10 e o FPS 60 vira 20 e o FPs 90 vira 30. Mas voce pode resolver isto aplicando uma camadinha mais grossinha.

Fecha parênteses

Mas estudos recentes mostraram que a UVA é tão ou mais nociva que a UVB, causando câncer e envelhecimento. Quer dizer, um bom filtro solar deve conferir alta proteção contra UVA  e UVB.

Mas se você olhar o rótulo de todos (ou pelo menos a maioria) lá estará escrito “proteção UVB/UVA”.

O problema é que grande parte dos produtos existentes no mercado tem uma proteção UVA de curta duração. Porque a maioria dos filtros UVA, por ironia,  se inativam quanto expostos ao sol (fotoinstáveis), alguns em minutos, e isto não vem escrito no rótulo.

Quando voce usa um protetor FPS 50, por exemplo, voce consegue ficar ao sol até umas 4 horas, sem ficar vermelho ou ardendo. Mas se neste periodo voce não reaplicou o filtro, pode ter ficado umas 3 horas recebendo radiação UVA, ou seja, envelhecendo sua pele, manchando e aumentando seu risco de câncer de pele!

O que fazer então?

Consultar seu dermatologista, é claro!!!

Ele vai te indicar um filtro com adequado proteção UVA.  Pode ser que não seja tão “sequinho” como você gostaria, mas pode ter certeza que é o mais adequado.

Basicamente, os filtros UVA de longa duração são o Tinosorb S  e M (proteção UVA e UVB de longa duração – o fabricante Ciba, cita …”horas”) presente em protetores como o Eucerin, os da Roc, linha Sunmax, Episol (?), por exemplo.

E o Mexoryl (UVA de longa duração, segundo o fabricante L’Oreal mais de 90% de proteção após 24hs (!)), presente nos filtros da Loreal e da La Roche Posay – Linha Anthelios.

Nossa, como sempre, mais um post enorme.

Com certeza voltaremos a falar mais sobre isto.

Beijos

PRODUTOS TESTATOS PELOS LEITORES

Segue a dica da Mariana (não sei de onde…) de filtro solar. Se alguem também já usou deixa a opinião para gente.

Minha experiência com ele é muito boa, quem usa gosta, mesmo quem tem a pele um pouco oleosa (como a minha, eu também já usei e aprovo).

imagesOi Beatriz!!!
 
Descobri seu blog há pouco tempo, mas já virei fã, já que me interesso muito sobre tudo que está relacionado à pele…
Bom gostaria de falar sobre um filtro solar que estou usando e AMANDO….o Minesol FPS 30, da Roc.
Já experimentei diversos Filtros Solares (Anthelios, Avene, Heliocare), tenho a pele um pouquinho oleosa, e na cidade, costumava usar um hidratante oil free com FPS 25 manipulado (receitado por minha dermatologista), mas depois que ela me indicou o Minesol, estou usando diariamente, não somente quando vou a praia.
Ele tem uma textura bem “aerada” eu diria, me lembra um pouco uma “mousse”, e fica ótimo na pele, nem um pouco oleoso, absorve imediatamente, fica uma delícia. A única coisa, justamente por ser bem levinho, acabo reaplicando no meio do dia, mas tenho me dado super bem com ele!!! Super recomendo!!!
E tem tembém a versão FPS 60.
 
Um beijo
 
Mariana

E ele ainda tem Total Soya, com propriedades dispigmentantes, ou seja, ainda funciona como clareador.

Mariana, obrigada pela dica e seja benvinda!

 Beijos

Terapêutica “Garantida” do Melasma

A Galderma está com uma “promoção” para quem tem melasma. Caso o dermatologista ache que tem indicação e prescrever Tri-Luma e o filtro solar mais potente deles, o Cetaphil Defense, se você não tiver nenhuma melhora da mancha, ganha outro Cetaphil Defense e outro Tri-Luma. (Editado: agradeço a correção do Laurent. Como escrevi o post no início da “promoção” entendi errado, a reposição é somente do Tri-Luma. Realmente eu já sabia disso, mas nem me lembrei que o post estava errado, pois não o revisei mais. Peço desculpas se causei algum transtorno.)

cetaphil-e-triluma

Funciona assim: Tem uma escala de cores de melasma (tipo aquelas para clareamento dentario), que são numeradas do mais claro ao mais escuro. Na primeira consulta o dermatologista avalia em que “grau” (numero na escala) está o melasma, e anota. Com a receita voce compra o Tri-Luma e o Cetaphil, guarda a embalagem e a nota fiscal. Se dentro de dois meses não tiver NENHUMA  melhora da mancha (o seu melasma tem que cair na numeração da escala, mas não necessariamente desaparecer) voce ganha outro frasco de cada um dos produtos para usar por mais um tempo.

Eu acho difícil não clarear nada, nada, nada. Se clarear um pouquinho, 01 (um ) grau na escala, voce perde o “premio”. Ficaria mais interessante se o acordo fosse o DESAPARECIMENTO TOTAL DA MANCHA e ao inves do retratamento, se eles custeassem outro tipo de tratamento como sessões de peeling ou laser.

Nada contra a iniciativa, que é inédita, mas que ficaria bem mais interessante, ficaria…

E voces, o que acham? Alguem já usou? conta pra gente como foi

Bjos