Qual protetor solar é mais indicado para sua pele ou a importância da proteção UVA

sunOuço essa pergunta em grande parte das consultas. Quase sempre acompanhado de …” que não seja muito caro?”

Hoje o que eu mais olho na prescrição de um protetor solar é a sua proteção contra os raios ultravioleta A (UVA).

Quase todo mundo baseia sua decisão de compra, além do preço e da cosmética do produto (cheiro, oleosidade, etc), no FPS (fator de proteção solar), aquele número que vem impresso bem grande na embalagem, por exemplo Sundown FPS 50.

Este número significa a proteção contra radiação ultravioleta B (UVB), que é principal responsável pela queimadura solar (vermelhidão e ardor).

Então quanto maior o FPS teoricamente mais tempo você pode ficar ao sol, sem ficar vermelho e ardendo.

Mas, na prática, um protetor FPS 60 não confere o dobro de proteção de um protetor FPS 30. Qualquer um dos dois deve ser reaplicado em intervalos de aproximadamente 4 horas (está é minha recomendação para o uso no dia-a-dia, como nosso sol é de rachar, na praia ou piscina, eu recomendo  a cada 2 horas).

Abre parênteses

Assim, compensa comprar um protetor com FPS > 30?

Sim, porque não aplicamos o protetor na quantidade adequada. Existem estudos que mostram que uma camada fina de protetor reduz o FPS para 1/3 do valor original. Neste caso, o FPS 30 vira 10 e o FPS 60 vira 20 e o FPs 90 vira 30. Mas voce pode resolver isto aplicando uma camadinha mais grossinha.

Fecha parênteses

Mas estudos recentes mostraram que a UVA é tão ou mais nociva que a UVB, causando câncer e envelhecimento. Quer dizer, um bom filtro solar deve conferir alta proteção contra UVA  e UVB.

Mas se você olhar o rótulo de todos (ou pelo menos a maioria) lá estará escrito “proteção UVB/UVA”.

O problema é que grande parte dos produtos existentes no mercado tem uma proteção UVA de curta duração. Porque a maioria dos filtros UVA, por ironia,  se inativam quanto expostos ao sol (fotoinstáveis), alguns em minutos, e isto não vem escrito no rótulo.

Quando voce usa um protetor FPS 50, por exemplo, voce consegue ficar ao sol até umas 4 horas, sem ficar vermelho ou ardendo. Mas se neste periodo voce não reaplicou o filtro, pode ter ficado umas 3 horas recebendo radiação UVA, ou seja, envelhecendo sua pele, manchando e aumentando seu risco de câncer de pele!

O que fazer então?

Consultar seu dermatologista, é claro!!!

Ele vai te indicar um filtro com adequado proteção UVA.  Pode ser que não seja tão “sequinho” como você gostaria, mas pode ter certeza que é o mais adequado.

Basicamente, os filtros UVA de longa duração são o Tinosorb S  e M (proteção UVA e UVB de longa duração – o fabricante Ciba, cita …”horas”) presente em protetores como o Eucerin, os da Roc, linha Sunmax, Episol (?), por exemplo.

E o Mexoryl (UVA de longa duração, segundo o fabricante L’Oreal mais de 90% de proteção após 24hs (!)), presente nos filtros da Loreal e da La Roche Posay – Linha Anthelios.

Nossa, como sempre, mais um post enorme.

Com certeza voltaremos a falar mais sobre isto.

Beijos

Ajuda para cabelos oleosos

Olá, pessoal!

kerastase-coleosoSei que ando meio sumida, mas é muito trabalho.

Mas estou lendo sempre os comentários, muitas vezes com um pouco de atraso por isso não tenho respondido.

Mas, hoje eu vim fazer uma pergunta e espero ajuda de vocês, especificamente para quem tem cabelos oleosos, homens ou mulheres.

O que vocês costumam usar?

Vale a pena investir em produtos como Kerastase ou outras linhas caras ou é absolutamente desnessário?

Normalmente usam shampoo e condicionador ou somente o shampoo?

Conto com a ajuda de vocês (se possível coloquem alguma informação sobre o tipo de cabelo, curto ou comprido, fino ou grosso, liso, ondulado ou crespo, química ou não, brancos ou não).

Se as respostas forem bem legais, futuramente faremos um post-guia para cabelos oleosos, e podemos fazer de outros também.

Beijos e muitíssimo obrigada

Dá pra engolir?

Não poderia deixar de falar nisso, porque ultimamente pra onde vou só ouço falar da tal “Pílula da beleza”.

São as famosas cápsulas Innéov. Apesar de chegarem ao Brasil somente agora, não são novidade. Já existem na Europa há 4 anos. E a idéia de beleza em cápsulas também não é nova. Quem conhece Imedeen, Viviscal, Pantogar e outras sabe do que eu estou falando.

Pra falar a verdade fico ansiosa para testá-las e saber se realmente funcionam. Mas não sei se vou fazer isto. Adoro cremes, cosméticos, perfumes e afins, mas, confesso, não curto medicamentos via oral. Me sinto doente tendo que tomar uma cápsula todos os dias, imagine duas ou quatro ou oito!!

Como assim? .

Façamos as contas:

Se toda a linha Innéov vier para o Brasil tomaremos, diariamente:

2 capsulas de Innéov Fermeté ou Firmness (para firmeza) – segundo o site pode ser por pelo menos3 meses.

2 cápsulas de Inneóv Peau Seche (hidratação) – obs.: mesmo tendo a pele com tendencia a oleosa, adorei está idéia, já pensou que maravilha, hidratar a pele sem a oleosidade dos cremes? , tambem recomendada por 3 meses, pelo menos

1 cápsula de Innéov Solaire – essa pelo menos é só durante a exposição (4 semanas antes e durante a exposição)

2 cápsulas de Innéov Masse Capillaire – essa é o ano inteiro, se tiver problema de queda de cabelos.

4 cápsulas de Innéov Cellulite – ou 2 sachês/dia nos sabor morango e pessego, por um período ideal de 3 meses.

Porque se elas realmente funcionam, vocês conseguiriam escolher uma só? Na melhor das hipóteses ficaremos o anos inteiro revezando entre um e outra.

Quem experimentar me conta!

Beijos